O SENAI-CETIQ está confeccionando as 45 mil peças que serão destinadas aos órgãos da Prefeitura do Rio e comunidades próximas à Serra do Rio do Rastro, em Santa Catarina.

A Maratona do Rio está cada vez mais empenhada no combate ao COVID-19. Por isso, repetindo o sucesso da parceria com a UPhill Marathon – na doação de 30% do valor das inscrições realizadas entre os dias 23 de abril e 15 de maio para a compra de cestas básicas –, agora as provas se uniram para doar 22 mil camisetas de edições passadas, que serão transformadas em máscaras de proteção pela equipe de costura do SENAI-CETIQ do Rio de Janeiro.

Ao todo, serão confeccionadas 45 mil peças e o material será destinado a diversos órgãos públicos, como a Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio (CETRIO), a Superintendência Regional da Zona Sul, e as secretarias Riotur Centro, de Esportes, de Ordem Pública e de Parque e Jardins. Parte das máscaras também será enviada para comunidades da Serra do Rio do Rastro, em Santa Catarina.

“Estamos buscando o tempo todo formas de ajudar no combate à pandemia do novo coronavírus. Quando nos lembramos das camisas guardadas em nosso estoque, pensamos rapidamente que poderiam virar máscaras”, conta Fernanda Cozac, diretora de Marketing da Maratona do Rio. Para saber se o material funcionaria na proteção contra a Covid-19, especialistas foram ouvidos e confirmaram a eficácia do tecido.

Apesar de servirem para a proteção da população, as máscaras não são descartáveis e, por isso, não poderiam ser usadas em hospitais. Veio, então, a ideia de fazer a doação para os órgãos públicos. “A Maratona do Rio é sinônimo de saúde e queremos contribuir para que todos fiquem bem. Fazer a doação para esses órgãos acabou sendo uma escolha muito natural. Afinal, eles nos ajudam e muito na organização da prova. Ficamos felizes em ajudar”, comenta João Traven, diretor da Maratona do Rio.

Já Bernardo Fonseca, CEO DA X3M, empresa que assina a UPhill Marathon, revela que parte das máscaras serão doadas para as comunidades próximas de onde acontecem as provas. “A nossa maratona é realizada na Serra do Rio do Rastro, uma das principais do estado. E por este motivo, fechamos parceria com a Polícia Rodoviária Estadual de Santa Catarina, e os militares irão nos ajudar com essa distribuição, para que possamos atingir o maior número de pessoas”, declara.

A previsão é que, até a próxima terça-feira (26), as secretarias da Prefeitura do Rio e as comunidades próximas à Serra do Rio do Rastro recebam a primeira leva das máscaras de proteção. O restante do material será distribuído nas semanas seguintes.