Início / VIVA HISTÓRIAS PRA CONTAR
ESALQ USP F1991
Por Equipe Maratona do Rio 16/05/2016

Faço parte de um grupo de engenheiros agrônomos formados pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz –ESALQ/USP –, uma das mais antigas e tradicionais escolas de Agricultura localizada em Piracicaba (SP). Fui escalado para contar nossa história com a Meia do Rio.

Neste ano, nossa turma (formada em 1991) completa 25 anos de formatura e, para celebrar a conquista, surgiu um grupo, que, atualmente, conta com 17 formados e 4 esposas inscritos para correr a Meia do Rio.

A história começou em novembro de 2014, quando dois amigos – um maratonista e um sedentário – conversaram sobre aprecária condição de saúde do sedentário. Com diagnóstico de hipertensão, alterações de colesterol e triglicérides, dificuldades no sono etc, o médico havia dado a ele um ultimato –imediatamente começar a fazer atividades físicas rotineiras.

Dessa conversa e da experiência de quatro anos do maratonista, nasceu o desafio da Meia do Rio dois anos depois, por ocasião da comemoração dos 25 anos de formatura na ESALQ.

Outro amigo também iniciado nas corridas de rua topou o desafio e, assim, os três levaram o objetivo à frente. A grande surpresa, porém, veio como desafio da corrida lançado a toda turma de formados em 1991 por meio de um grupo de ex-alunos no WhatsApp. Em um período de uma semana, o grupo passou de três para dez participantes e, antes de um mês, somos 17 ex-alunos e 4 esposas!

Alguns colegas se mobilizaram e, rapidamente, as inscrições foram feitas, o hotel foi reservado e um novo grupo no WhatsApp foi formado – Quintesão F-91 na Meia do Rio.

Isso aconteceu entre agosto e novembro de 2015. Desde então, em função dos preparativos, temos vivido um período de muita alegria! Temos revivido amizades dormentes há 25 anos e estimulado companheiros. Tem havido muita zoação mútua e alguns treinos compartilhados. É interessante que, no grupo, há corredores que atualmente vivem em cidades de Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina. O desafio da Meia do Rio se tornou, então, o objetivo comum em torno do qual esse bando de atletas de meia idade agora orbita!

Apesar de todos serem engenheiros agrônomos, no grupo há empresários, funcionários públicos, professores universitários e executivos. Alguns se encontraram pela última vez na formatura – há praticamente 25 anos! No grupo, seis já correram pelo menos uma maratona, cinco já correram pelo menos uma meia maratona e o restante participou de provas mais curtas ou nunca participou de prova nenhuma, como é o caso do amigo sedentário (ou melhor, ex-sedentário), cuja condição de saúde precária foi o estopim dessa empreitada.

No asfalto da Cidade Maravilhosa, pretendemos “apear” dos problemas, deixar de lado todos os nossos “fardos” e voltar a ser novamente e apenas tão somente: Beleza, Brunella, Buriti, Donocê, Enjoo, Falkão, Junk, Ksk, Ktrak, Lanjal, Pedágio, Sapatero, Sifu, Taduro, Vagau, Zulu e Zureia, defendendo, mais uma vez, as cores da nossa gloriosa ESALQ e curtindo cada quilômetro dessa celebração por tudo que cada um conquistou nesses 25 anos!

Ronaldo Ribeiro
Fevereiro de 2016

Até lá.

Ronaldo Ribeiro

 

HISTÓRIAS EM DESTAQUE

PARTICIPE

Ainda restam inscrições para a Family Run, a corrida de 6K da Maratona do Rio. Garanta sua vaga!

VIVA HISTÓRIAS PRA CONTAR

Clique abaixo e compartilhe o seu amor pela corrida e pela Maratona do Rio. Conte sua história pra gente.